Mensagens

A mostrar mensagens de 2015

Feliz Ano Novo!

Imagem
Queridos leitores,
chegados ao fim de mais um ano, é altura de reunir o que de melhor temos/fizémos/alcançámos e entrar em grande em 2016!
Que 2016 seja para todos um ano muito feliz! :)
Por aqui, espera-se a continuação de boas garfadas... ;)




Joana, Sebastião e Sininho

Créditos de imagem

Opíparo, Estoril

Imagem
Num dia fantástico para passear, decidimos ir fazer muita fotossíntese aliada a uma boa caminhada, e fomos passar o fim da manhã e a tarde entre Oeiras e Cascais.
O clima, como podem ver, era propício a ganhar umas cores na cara, e ao longo do percurso a inveja dos que tinham trazido fato-de-banho era muita...





O Opíparo acabou por ser a nossa escolha para almoçar. Não ficámos na esplanada porque o sol estava tão quente que iria torrar os miolos enquanto almoçava. Por isso, decidimos ficar na sala, que tinha as janelas (que são enormes) abertas e portanto era como se estivéssemos na esplanada (com o plus de não torrar!).
A decoração da sala é bastante simples, sem grandes pretensões, mas ao mesmo tempo confortável. Como já disse, as janelas são enormes e permitem desfrutar da vista maravilhosa sobre o mar, que está mesmo ali! :)







As nossas escolhas para almoço foram os filetes de peixe galo com arroz de ameijoas e coentros e o bife tropical. Existem outras opções como saladas, massas, pizza…

Restaurante Museu do Oriente, Lisboa

Imagem
Olá! Olá!
Sim, estou viva! Eu e o Sebastião deixámos o 12h30 entregue à Sininho (e muito bem entregue) uma vez que motivos profissionais/académicos/pessoais nos afastaram deste espaço e, vá, do mundo em geral!!!
Mas, eis que as férias de Natal chegam em todo o seu esplendor e aqui estamos nós de volta!
(sim, o Sebastião também vai voltar e escrever os 1500 posts que tem em atraso, não é Sebastião?! :))
(e sim, o meu trabalho não desapareceu, muito pelo contrário, mas dado que é Natal eu vou procrastinar e varrê-lo para debaixo do tapete...)
E então neste regresso venho falar-vos de algo que estava para experimentar há imenso tempo, mas que por razões várias, acabava sempre por deixar para trás! E as razões para adiar a ida a um brunch eram, por exemplo: - vale a pena o dinheiro que se paga (sempre dos 15-20 euros para cima)?! - a misturada de sabores de pequeno-almoço e almoço não me vai deixar mal-disposta?! - vou aguentar até ao meio-dia sem comer?! sim...isto para mim é um drama... :)
Em Ou…

Chiringuito, Campo de Ourique

Imagem
A primeira vez que fui ao Chiringuito foi na companhia do saudoso Sebastião (saudoso, porque não lhe ponho a vista em cima há muito tempo). Na segunda vez, e depois de descobrir a sala mais interior, fui com um grupo grande de amigos. Entre uma visita e outra descobri um Chiringuito no CC Amoreiras. Ainda não experimentei o espaço no Centro Comercial, mas assim que se proporcionar irei experimentar. 



O ambiente Na primeira visita ficámos na sala de entrada, a sala é engraçada e com bom ambiente. Mas quando o Sebastião foi à casa de banho descobriu uma sala grande com uma decoração fantástica, a lembrar a sala de jantar de uma avó. A sala tem um ambiente acolhedor, moveis retro, louça a condizer, e sofás para esperar pelos comensais atrasados. O espaço tem ainda uma cozinha aberta para a sala, o que permite ver a confecção da refeição. No entanto como a sala é grande e com boa exaustão não existem cheiros. 




A comida Aqui comem-se petiscos ou melhor tapas, que o restaurante é de inspiraç…

Mercado dos Bolos, Algés

Imagem
Após uma reunião (daquelas) em Algés decidimos fazer uma pequena pausa e fomos até ao Mercado de Algés. 
Como estou perpétuamente de dieta normalmente fico-me por uma torradinha, mas quando os meus olhos bateram na montra do Mercado dos Bolos, o meu cérebro parou e a minha vontade intrínseca de comer doces falou mais alto. Eu queria todos, para mim naquele momento era um de cada. Escolhi em poucos segundos: um cheesecake, um bolo de bolacha e uma pavlova. Depois de respirar fundo lá consegui raciocinar um pouco e perceber que se comesse aquilo tudo iria ficar muito mal disposta. Assim, arranjei uma parceira de crime e partilhámos um cheesecake de frutos silvestres e um bolo de bolacha.
O chessecake estava bom, a base estava crocante e a cobertura doce qb.



A questão colocou-se com o bolo de bolacha. Ambas somos experts em bolo de bolacha, tanto como fazedoras como ingestoras compulsivas. Por isso somos muito exigentes, tal críticos da Michelin. Avaliámos a consistência e qualidade da …

Porto

Imagem
Este fim de semana vou voltar à Invicta, desta vez na companhia de colegas de trabalho que me pediram umas dicas sobre restaurantes no Porto. 
Compilei uma pequena lista (é só um fim de semana), para vários gostos e carteiras, que aqui deixo.



Restaurante a não perder (e a deixar por lá o ordenado)
Casa de chá da Boa Hora - Matosinhos
http://ruipaula.com/web/boa-nova/menu/


Tascas típicas portuenses
Tasca da Badalhoca - Ramalde
http://boacamaboamesa.expresso.sapo.pt/porto/tasca-badalhoca-19622482

Casa Guedes - Baixa
http://www.tripadvisor.com.br/Restaurant_Review-g189180-d2093056-Reviews-Casa_Guedes-Porto_Porto_District_Northern_Portugal.html


​Para uma boa francesinha
Cufra - Av. Boavista
https://www.zomato.com/pt/porto/cufra-pinheiro-manso

Café Santiago - Baixa
http://caferestaurantesantiago.com.pt/pt


Clássicos do Porto que nunca falham
Casa Aleixo - Campanhã
http://restaurantecasaaleixo.pai.pt

​O antigo carteiro - Lordelo
https://www.zomato.com/pt/porto/o-antigo-carteiro-lordelo

​Cafeína - Foz​

Ilhas Gregas, Madragoa

Imagem
A desculpa para ir ao Ilhas Gregas foi isso mesmo uma desculpa. E como todos sabemos qualquer desculpa é valida para uma reunião de amigos. 
Assim, de forma a comemorar 2 mês de termos ido à Grécia, o grupo que em Setembro se juntou e foi ao casamento de um amigo, reuniu-se à volta da mesa para relembrar os bons velhos tempos. Já tínhamos saudades de uma boa salada grega, prato indispensável em qualquer refeição na Grécia. 
A comida
Entre tanta escolha que tínhamos à disposição, decidimos ser lambareiros e pedir o menu de degustação. Esta decisão foi a demonstração dolorosa de: ter mais olhos que barriga. Como queríamos provar de tudo o que tínhamos tido oportunidade de comer na Grécia, escolhemos tudo. O que revelou ser um exagero.



O menu de degustação inclui 4 entradas frias, 3 entradas quentes, pão pita à descrição, salada grega, prato de carne grelhada, moussaka e doce. Nem esta descrição nos alertou para o facto de que talvez fosse comida a mais.
O pão pita era divinal, veio sempre qu…

Conversafiada, Príncipe Real

Imagem
Já não é a primeira vez que falo aqui sobre os múltiplos jantares de despedida de amigos que emigram para melhores paragens. Desta vez foi uma baixa de peso, uma grande amiga decidiu partir para terras de Sua Majestade por isso, para esta despedida, impunha-se uma festa "à séria".
O local escolhido para iniciar as hostilidades foi o Conversafiada, um pequeno restaurante no Príncipe Real que serve, essencialmente, petiscos. No entanto, na ementa também existem pratos para quem não seja dado aos petiscos (ainda não conheci alguém com essa condição, mas deve existir).

O restaurante



O restaurante é pequeno mas mesmo assim ainda acolheu mais de 10 comensais numa só mesa. Tem como principal característica, uma parede e um balcão de ardósia decorado com desenhos e palavras escritos a giz. 
A restante decoração cria um ambiente confortável e acolhedor, com um candelabro, mesas e cadeiras vintage

A comida




Como o grupo era grande houve oportunidade de pedir vários pratos. Assim viera…

Várias coisas a dizer sobre este sítio... #1 - Aveiro

Imagem
Para começar devo dizer que não estava nada programado ir passar estes dias de férias a Aveiro! O meu destino para estes dias seriam supostamente estes:



Ora pois... Granada e Córdova, passeio há muito adiado, estava na minha cabeça completamente idealizado para estes dias. Eis senão quando, começo a fazer contas aos dias disponíveis, à carteira, aos km's que iríamos palmilhar com les enfants terrible, e começo a achar que isto se calhar era "fruta" a mais para quem pretendia descansar também um pouco (só tínhamos 4 dias de férias). Com a questão económica a ter um grande peso (não só a nossa, mas a do país também... que isto de ir dar dinheiro a ganhar aos nuestros hermanos tem de acabar, principalmente quando nem o nosso país conhecemos bem!), decidimos ir então para Aveiro! 






E porquê Aveiro? Porque tinha imensa curiosidade em conhecer a cidade, só tenho ouvido no passado recente coisas boas, e porque era próxima (300 km, mais ou menos). Alugámos uma casinha às riscas na …